BONVENON!

B E M - V I N D O S !



B O N V E N O N !







Este é, atualmente, o principal instrumento de divulgação de Esperanto de Onklo Bidao (Alcebíades Geraldo Lopes)



Ĉi tiu estas, nuntempe, la precipa diskonigilo de Esperanto de Onklo Bidao (Alsebia dez Ĵeraldo Lopez)





sábado, 12 de novembro de 2011

Tekstoj de Onklo Bidao: LA ESENCO DE KOOPERATIVISMO (2-a).

Elkorajn salutojn!

Hodiaŭ, la 12-a de novembro 2011-a, sabato, mi finis la revizion de la jena teksto, kies enhavo estis publikigita, en novembro 2001-a, pere de la 7-a numero de AMEN!. Temas ĉi tiu mesaĝo pri la traduko de la hieraŭ publikigita versio, en Esperanto, de teksto, kiun mi verkis celante, precipe, la diskonigon de AMIKARO KOOPERATIVO-ESPERANTISTA:

A ESSÊNCIA DO COOPERATIVISMO
O objetivo deste artigo, a ser apresentado principalmente à Comunidade Esperantista, é evidenciar a essência do Cooperativismo, bem como a relação dessa essência com a do Esperantismo.
O que é Cooperativismo ?
Para bem compreendermos o que é Cooperativismo e, portanto, para obtermos os melhores resultados da aplicação de seus princípios, não basta termos uma idéia superficial do que ele seja. É necessário termos dele uma definição bem clara.
Mas uma clara definição de Cooperativismo, como no caso de qualquer outra definição, depende da noção que se tenha das idéias que lhe são correlatas. Dentre essas idéias que se relacionam com o Cooperativismo, algumas existiam antes do surgimento dele como regime sócio-econômico e outras resultaram da aplicação e da expansão desse regime no mundo.
Examinemos, pois, algumas dessas idéias correlatas ao Cooperativismo :
Cooperar e colaborar
Cooperar, segundo os lusófonos brasileiros, é unir-se a outras pessoas, para enfrentar conjuntamente situações adversas.
Em Esperanto, cuidemos, por favor, da distinção mostrada pelos bons dicionários: cooperar não significa simplesmente colaborar; cooperar é colaborar através de uma cooperativa.
Cooperativa
Cooperativa é a associação de pessoas — denominadas, no Brasil, cooperados, e nos demais países de língua portuguêsa, cooperantes — que reciprocamente se obrigam a contribuir com bens ou serviços, para uma empresa, destinada ao exercício de uma atividade econômica de proveito comum, sem objetivo de lucro, e que constitui o instrumento de ação do Cooperativismo.
Cooperado e membro da cooperantiva
Cooperado (cooperante) é a pessoa que se associou a uma cooperativa e dela participa ativamente, isto é, esforçando-se pelo cumprimento de seus direitos e deveres. Pode-se dizer, pois, que nem todo membro da cooperativa merece a denominação de cooperante.
Um congresso internacional cooperativista de lusófonos propôs a substituição de “cooperado” por “cooperante”.
Movimento Cooperativista
Movimento Cooperativista é o conjunto de resultados dos esforços de aplicação e de expansão do Cooperativismo no mundo.
Símbolos do Cooperativismo
A bandeira
Em 1932, a Aliança Cooperativa Internacional aprovou, como único símbolo internacional do Cooperativismo, a bandeira de sete listras horizontais, com as cores do arco-íris.
A bandeira do Cooperativismo, assim como o arco-íris, simboliza a paz, a esperança e a harmonia, ligadas à bonança que vem depois da tormenta.
É com essa bandeira que o Cooperativismo expressa simbolicamente sua mensagem de paz e união, na busca de um mundo melhor, onde se harmonizarão os interesses individuais e os coletivos, num sistema equilibrado, em que a liberdade individual, então responsável, permitirá o florescimento da justiça social.
O pinheiro
Conquanto não consagrado pela Aliança Cooperativa Internacional, o símbolo mais comumente usado pelo Movimento Cooperativista Brasileiro tem, como tema central, o pinheiro.
Os antigos adotaram o pinheiro como símbolo da imortalidade, da perseverança e da fecundidade — ideário que sustenta o Cooperativismo.
A necessidade de ação unida, de mútua ajuda, é simbolizada pelo uso da figura de dois pinheiros, em vez de um, e o círculo, onde inscritos os pinheiros, representa a eternidade dessa ação, já que o círculo não tem princípio, nem fim. Por outro lado, o círculo representa o mundo, o todo, que abrange tudo.
Princípios do Cooperativismo
Para os objetivos deste artigo, basta-nos enumerar os princípios que norteiam o Cooperativismo:
Adesão livre e voluntária;
Gestão democrática;
Participação econômica;
Autonomia e independência;
Educação, formação e informação;
Intercooperação; e
Assembléias Gerais.
História do Cooperativismo
No contexto deste artigo, basta lembrar, em homenagem, os “Pioneiros de Rochdale”, que fundaram, no ano de 1844, a primeira cooperativa bem sucedida, e os “Pioneiros da KKE”, responsáveis pela fundação, em 1951, de nossa COOPERATIVA CULTURAL DOS ESPERANTISTAS LTDA.
O ideal de Fraternidade Universal
O ideal de Fraternidade Universal tem como geratriz a idéia — o fato — de ser único o Criador de tudo no Universo, qualquer que seja Seu Nome, segundo as diferentes culturas existentes em nosso planeta.
A plena realização desse ideal é buscada pelo Cooperativismo, através de regras práticas.
Por isso, o Cooperativismo já recebeu o título de Economia da Fraternidade.
Eis, pois, uma resposta a O que é Cooperativismo ?:
Cooperativismo é um movimento internacional, que busca constituir uma sociedade justa, livre e fraterna, através da organização social e econômica da comunidade, em bases democráticas, para atender às necessidades reais de cada um dos membros da referida sociedade.
A Essência do Esperantismo
Para identificar a essência do Esperantismo, é suficiente falar sobre a sua “interna idéia”.
O que é “idéia interna” do Esperanto ?
Assim como o Cooperativismo, o Esperantismo encerra, na sua essência, um ideal, que levou à criação do Esperanto e que promove sua difusão através de todas as regiões de nosso planeta: o ideal de Fraternidade Universal.
Essa é a “idéia interna” do Esperanto. Ela é, quando aplicada no campo das relações entre esperantistas de diferentes religiões, a base do Homaranismo, o qual também foi iniciado por Zamenhof.
Conclusão:
Finalmente, pode-se concluir que o Cooperativismo e o Esperantismo têm a mesma essência:
o ideal de Fraternidade Universal,
o que sugere que cooperativistas e esperantistas unam suas forças na construção de um mundo melhor!
Alcebíades

Ĉi tiu kaj aliaj miaj mesaĝoj estas en la retejoj:
http://esperanto.com/
http://pt.lernu.net/index.php
http://onklobidao.blogspot.com/

Fratece, Alcebíades (Onklo Bidao).

Nenhum comentário:

Postar um comentário